Agostinho Eifler recebe Título de Cidadão Ituporanguense

Natural do município de Vidal Ramos, Agostinho Eifler nasceu em 14 de fevereiro de 1937. Filho primogênito de Leopoldo Eifler e Catarina Petri Eifler “in memorian” teve mais sete irmãos. Nasceu e cresceu na comunidade de Molungu e com os pais trabalhou na agricultura. Até os oito anos de idade auxiliou a família no plantio de mandioca e na produção de farinha.


Em 1945 a família resolveu sair da comunidade de Molungu e em busca de um lugar melhor para viver se instalaram em Ituporanga, na comunidade de Rio Batalha. Na nova propriedade Agostinho continuou a ajudar a família nos afazeres da lavoura. E foi nessa época que a família começou a produzir cebola. Relatos dão conta que a família de Agostinho foi pioneira no plantio de cebola em Ituporanga. Na época, em 1955, a semente de cebola era medida em caixas de fósforos. O plantio era realizado em pequenas áreas e aos poucos a cultura foi sendo disseminada.


Ainda jovem, Agostinho Eifler manifestava a vontade de ajudar a comunidade e com outros voluntários ajudou na Construção do Seminário São Francisco de Assis e da Igreja matriz de Ituporanga.


Aos 18 anos de idade, em 1955, Agostinho foi servir a Pátria. Por vários meses ficou a disposição das forças armadas como Soldado do Exército Brasileiro. Assim que voltou do exercito seguiu ajudando os pais na lida da agricultura. E com o tempo foi percebendo que precisava construir sua própria família.


Depois de cortejar uma bela moça, em 1961 com Rainildes, filha de Lindolfo Mees e Veronica Kurtz Mees “in memorian”. Da união nasceram 4 filhos, Valdemar, Marlene, Valdevino e Adriani. E hoje a família já está maior, além dos 4 filhos já são 11 netos e 1 bisneto.


Trabalhador aguerrido e incansável iniciou a nova vida com a esposa com muita dificuldade. As condições eram precárias na época. As estradas tinham que ser cavadas e os terrenos desbravados com auxílio exclusivo de ferramentas braçais.


Aos poucos o casal foi construindo sua família com esforço e dedicação, e acima de tudo com muita garra, coragem, determinação, honestidade e persistência, herança da educação que recebeu de seus Pais.


Nos 69 anos que Agostinho reside em Ituporanga, vivenciou momentos importantes da história. Teve grande destaque e participação para que Ituporanga fosse reconhecido em nível de MERCOSUL como o maior produtor individual de Cebola.


Por todo o trabalho realizado em Ituporanga, em especial pela contribuição a agricultura do município, temos a honra de lhe entregarmos hoje o TITULO DE CIDADÃO ITUPORANGUENSE.