Câmara aprova projeto que cria cargo de farmacêutico e altera vencimentos

O Projeto de Lei Complementar 78/2017 de origem do executivo foi aprovado por unanimidade pelos vereadores em sessão extraordinária na última quarta-feira (9).

            A falta de um profissional farmacêutico na farmácia básica de Ituporanga já vinha se arrastando a muitos anos e para resolver esse problema os vereadores aprovaram por unanimidade o Projeto de Lei Complementar  78/2017, de origem do executivo, que altera dispositivos da Lei 2.189 de 27 de setembro de 2007, que dispõe sobre o plano de cargos e vencimentos de servidores púbicos do poder executivo do município de Ituporanga, criando mais uma vaga de farmacêutico e alterando os vencimentos do profissional passando de R$ 2.000,10 para R$ 3.118,26.  

            Durante o uso da palavra livre o vereador Mário Hillesheim “Mário da Saúde” (PSDB) destacou que a partir de agora a situação da falta do profissional na saúde está solucionado e lembrou que esse era um problema antigo e que vinha sendo muito cobrado pela comunidade. “A nossa farmácia sem o farmacêutico não podia nem estar funcionando e isso já está acontecendo a aproximadamente 2 anos. Aquelas pessoas que por ventura precisavam dar andamento nos processos para recebimento de medicamentos ou até mesmo pegar medicamentos precisavam ir para outros locais e isso gerava um transtorno enorme. Agora com a aprovação do projeto teremos o farmacêutico trabalhando 40 horas semanais e isso vai ajudar muito a nossa população”, afirmou o vereador.