Valdir Pereira recebe Título de Cidadão Ituporanguense

Nascido em  19 de setembro de 1932 em Santo Amaro da Imperatriz, Valdir Pereira é filho de Guilherme Túlio Pereira e Maria dos Prazeres Medeiros. Na cidade natal, viveu até os nove anos, com a família composta por dez filhos, sendo que um morreu logo após o nascimento. Em Santo Amarao da Imperatriz, auxiliava o pai nas plantações de café e banana.


Com medo de uma epidemia de malaria que assolava a região litorânia na época,  seu pai decidiu vender a propriedade e se aventurar em terras novas. Foi onde comprou um  terreno na localidade de Rio Bonito. Na nova propriedade a família passou a produzir milho e mandioca para produção de farinha e também para a engorda de porcos.


Como nas proximidades da nova propriedade, não havia escola, Seu Valdir que tinha até então a segunda série, teve sua alfabetização concluída com o auxílio da mãe. A mãe de seu Valdir, como sabia ler e escrever bem, servia de referencia para os moradores da comunidade, e de forma voluntária era ela que auxiliava os agricultores da região na leitura de correspondências.


Em 1956 já com 24 anos  decidiu trabalhar por conta própria e alugou na comunidade de Rio dos Bugres uma ferraria, onde um ano depois  consegui comprá-la, e tocou o empreendimento por oito anos. Os negócios iam bem, porem lhe faltava algo.  Foi quando resolveu voltar a Santo Amaro da Imperatriz e foi lá que conheceu o grande amor da vida, Ondina Grah, que depois de alguns meses se tornou sua esposa, sendo que os dois casaram no dia oito de setembro do mesmo ano na Igreja Matriz de Santo Amaro da Imperatriz.


Da união vieram cinco filhos: Sergio Luiz, Luiz Carlos, Carlos Cesar, Alvaro Ricardo e Maristela. E até o momento a família conta ainda com oito netos e um bisneto.


Depois de casado, em 1964 voltou para Ituporanga onde abriu uma nova ferraria, mas por motivos de saúde teve que abandonar a profissão, e foi quando ingressou  no ramo ceboleiro e iniciou  comercio  de compra e venda de cebola e batata. Sempre honesto, tem orgulho de dizer que sempre cumpriu com  seus compromisso e sempre pagou em dia seus fornecedores. A rotina de comprador de cebola e batatas foi mais tarde substutuida mais uma vez pela vida empresarial. Com a formatura de um dos filhos como técnico agrícola montou  uma agropecuária, diga-se de passagem uma das primeiras na região de Ituporanga. Dois anos depois a empresa  começou a trabalhar apenas com ferragens e rações.O empreendimento que fez parte da história de Ituporanga, atendeu a população até o ano de 2011.


Alem de empreender, Seu Valdir sempre  se mostrou interessado  pelas questões sociais e como membro atuante dos lions clube de Ituporanga auxiliou diretamente na construção de casas populares no municipio. Como morador de rio bonito foi presidente por quatro anos da festa da comunidade cujo um dos objetivos era arrecadar fundos para a manutenção da gruta da barra. Aliais por essa gruta seu Valdir tem um carinho muito especial, e por conta disso fez a doação de toda a fiação necessária para a instalação da iluminação daquele local. Em Ituporanga foi por varias vezes festeiro das festas  da igreja matriz e  do seminário São Francisco de Assis.


Hoje com 83 anos seu Valdir Pereira já esta aposentado e mora ao lado de sua amada esposa, companheira na casa em que construíram em 1971 na rua Presidente Nereu. Casa esta que não passa um dia sem receber a visita dos filhos e dos netos que moram aqui, algumas vezes   só para um  cafezinho. O maior orgulho para seu Valdir é ter deixado para os filhos a educação, e passado pra todos o legado de honestidade, caráter, carinho e amor.


Por ter escolhido a cidade de Ituporanga, para empreender e para desenvolver várias ações relevantes a sociedade, é que a câmara de Vereadores de Ituporanga tem a honra de lhe conceder o título de Cidadão Ituporaguense.