Vereador afirma que CASAN não cumpriu metas previstas em convênio assinado com a prefeitura

Na sessão da Câmara de Vereadores de Ituporanga do dia 30 de maio, o vereador Leandro Heinzen (PSD) falou a respeito do projeto que trata do novo convênio entre a Companhia Catarinense de Água e Saneamento (Casan) e a Prefeitura, que está tramitando na Casa. Segundo análise do vereador, o projeto contém várias irregularidades. Ele afirmou que chegou a essa conclusão após ter ido a ARIS - Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento, em Florianópolis.

Conforme Leandro, o projeto aponta apenas vantagens para a Casan. “O projeto aponta que a Casan não repassará mais recursos para a secretaria municipal de saneamento, o que a gente sabe que contribui e muito para colocação de tubos e pequenas melhorais que são feitos constantemente no nosso município. No que diz respeito a saneamento, no atual projeto, a Casan faria o que bem entender com o sistema de abastecimento de água”, expôs o vereador.

Ainda de acordo com Leandro, a Companhia também quer se envolver na gestão da expansão de redes de água, esgoto e saneamento do município, apontando onde são necessárias ampliações e melhorias. “Isso é um absurdo, gestão do abastecimento é municipal, ou seja, é o município quem determina onde devem ser feitas obras, a Casan só diz se tem condições ou não de fazer”, argumentou.

O vereador finalizou enfatizando que as metas que estavam previstas no convênio passado entre Casan e prefeitura não foram cumpridas. “Todos os moradores pagaram as suas faturas, a Casan teve seu retorno financeiro, porém, as metas não foram atingidas. E agora, como fica?”, questionou o vereador.