Vereador propõe abertura de nova CPI na Câmara

O vereador Leandro May (PSDB) na sessão do dia 30 de maio, comentou o pedido de informação nº 02/2015, feito por ele no dia 10 de fevereiro deste ano, que pediu cópias dos processos licitatórios de 2014, cópia do contrato com as empresas vencedoras das licitações, cópia do pregão nº 08/2014 e cópia dos controles de recebimento dos produtos.

O pedido de informação se refere aos recursos na rodem de R$ 1.200.000 para a aquisição de cascalho que vieram do Governo Estadual por meio de seis convênios. “Se fala muito que a prefeitura não tem cascalho, mas na época veio R$ 1.240.000 para compra do material, tubos, pontes e óleo diesel. Quando fiz a denúncia, em 46 dias, a prefeitura pagou mais de R$ 500.000 em cascalho. Neste mesmo período, se apurou que foram sacadas apenas 520 das cerca de 1900 cargas que daria para comprar com os recursos”, expôs o vereador.

De acordo com o Leandro, pelos levantamentos que foram feitos, a compra de cascalho aponta fortes indícios de improbidade administrativa e de outras coisas mais graves. “Através disso presidente eu venho pedir ao senhor para que seja discutido novamente o assunto até a abertura da nova CPI nesta casa, que vai tratar sobre esse tema”, disse Leandro.

O vereador finalizou expondo que neste período em que foi pago R$ 526.000 em cascalho, a prefeitura sacou apenas 520 cargas, pagando 1400 cargas a mais, segundo apontamentos feitos pelos próprios romaneios que a administração municipal encaminhou para a câmara. Leandro também se comprometeu de entregar ao presidente da Casa, José Gervásio Tholl (PSDB), a documentação que comprove todos os dados apontados por ele durante á sessão para que sejam abertas as investigações sobre o caso.