Vereador relata irregularidades em ruas pavimentadas em Ituporanga

Das 10 ruas vistoriadas pelos vereadores integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito, todas já constavam como pavimentadas antes mesmo da licitação. Segundo o vereador Jaime Sens (PSDB) relator da CPI, durante pronunciamento na Câmara, foi pago duas vezes a pavimentação dessas mesmas ruas.

            A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada na Câmara de Vereadores de Ituporanga para investigar obras realizadas pela empresa JMK Artefatos de Cimento, na cidade de Ituporanga entre os anos de 2014 a 2016, já apontou possíveis irregularidades em obras de calçamento. Segundo o relator da CPI, Jaime Roberto Sens (PSDB) 10 ruas já foram vistoriadas pela comissão que é formada também pelos vereadores Marcelo Machado (PP), que preside a CPI e Diogo Gastaldi (PMDB), que é membro da comissão.

            Durante o uso da palavra livre, na sessão da última segunda-feira (25), o vereador Jaime Sens (PSDB) relatou que todas as 10 ruas vistoriadas, que constam em documentos que tinham sido pavimentadas pela administração anterior, inclusive com licitação e pagamento naquela gestão, na verdade já eram pavimentadas. “Isso dá a entender que temos irregularidade nessas obras, as ruas que dizem ter sido pavimentadas na administração anterior pela empresa JMK Artefatos de Cimento, inclusive com pagamento para a empresa, já estavam pavimentadas a mais tempo. Isso pôde ser constatado "in loco", ou seja, foi pago por uma coisa que não foi executada, que já estava pronta. Hoje tudo que se mexe em papéis e obras feitas pela administração anterior, para averiguação na Prefeitura, fede, cheira mal”, afirmou o vereador.