Vereadores cobram melhorias no atendimento no Pronto Socorro do Hospital Bom Jesus

A falta de compromisso dos médicos com os pacientes é colocado como o maior problema

   A qualidade do atendimento médico no Hospital Bom Jesus que muitas vezes é questionada pela população Ituporanguense, virou assunto na Câmara de Vereadores de Ituporanga. As maiores reclamações dizem respeito à demora em ser realizado o atendimento, e depois a pressa na hora de realizar a consulta, que em alguns casos dura menos de 20 segundos. Para o vereador Marcelo Machado (PP), o maior problema é a falta de compromisso dos médicos com os pacientes.

   “Acho que o médico independente se é particular ou do SUS precisa ter compromisso com cada paciente que atende. Temos que ter responsabilidade nos atendimentos.”, pontuou.

   O vereador acrescentou que o município investe cerca de R$ 130 mil mensais com dois convênios com o Hospital Bom Jesus:  Pronto Socorro e sobreaviso médico. “Se o atendimento não está sendo feito a contento, precisamos chamar atenção da direção do Hospital e também da administração municipal que repassa esses valores e cobrar uma solução”, comentou.

   Marcelo sugeriu ainda que deveria ser realizada uma reunião com os responsáveis para cobrar explicações. “A estrutura do Pronto Socorro melhorou bastante nesse ultimo ano, até devido as reformas feitas, mas o atendimento deixa a desejar e quem sabe conversando podemos melhorar isso também”, concluiu.

   Quem também se manifestou sobre o assunto foi o vereador Claudinei Eyng (Beleco) do PMDB. O legislador que já foi secretário de saúde em Ituporanga, citou que a maior justificativa do hospital com relação aos problemas no atendimento é a grande demanda de pacientes, sendo que boa parte deveria ser absorvida pelos postos de saúde do município.

   “O Hospital fala sempre na grande quantidade de atendimentos feitos, porem nunca apresenta relatórios da quantidade de fato de pacientes que foram atendidos. Então acredito que deveria ser exigido pela administração, todos os meses, relatório dos pacientes de Ituporanga que dão entrada e que são atendidos no Pronto Socorro. Na contra partida da nota de pagamento da prefeitura, precisa ter essa prestação de contas por parte do hospital”, explicou.

   Beleco acrescentou ainda, que um novo sistema está sendo instalado nas unidades de saúde e por meio desse sistema informatizado será possível ter um controle da quantidade de atendimentos feitos e a gravidade da   escolha do atendimento. Segundo o vereador a partir do momento que esse sistema entrar em funcionamento vai melhor à gestão da área da saúde no município e a cidade vai pagar pela quantidade justa de atendimentos. 

Câmara de Vereadores de Ituporanga

Assessoria de Comunicação

98803-7733