Vereadores de Ituporanga manifestam apoio a produtores de Cebola

Moção de apoio deve ser apresentada na próxima assembléia da Ucavi

   Os manifestos realizados nesta semana pelos produtores de cebola em frente às agencias bancárias em todas as cidades da Região da Cebola, foi assunto na Câmara de Vereadores de Ituporanga. Os vereadores manifestaram apoio aos agricultores, sugeriram o encaminhamento de uma moção, com a assinatura dos vereadores de todas as câmaras da região, para a União das Câmaras de Vereadores (UCAVI) reforçando as reivindicações e também que a administração decrete situação de emergência econômica no município.

   Almir Schaffer, o Titi do PMDB, aproveitou o espaço e desabafou no uso da palavra livre em nome dos agricultores. Titi que também é produtor de cebola, falou não ter acompanhado em safras anteriores situação tão difícil como a vivenciada nesse ano. “Já tivemos safras complicadas, mas sempre nessa época do ano, pelo menos no mês de março ocorria uma movimentação no mercado, e nesse ano isso não aconteceu”, explicou. O vereador acrescentou que tem muitos agricultores não sabendo o que fazer. “O custo de produção hoje esta mais alto que o preço de venda, e os financiamentos estão começando a ter seus prazos de quitação vencidos. Como o agricultor vai conseguir começar uma outra safra se não vai conseguir nem quitar as dívidas da que está em andamento?”, ressaltou.

   As principais reivindicações dos produtores, e que também foram reforçadas pelos vereadores de Ituporanga, é a necessidade de renegociação dos financiamentos nas agências bancárias, a garantia do preço mínimo e uma solução para barrar a importação de cebola de outros países.

   Marcelo Machado (PP) lembrou que essa situação, prejudica não só os agricultores, mas toda a sociedade. “Se o agricultor está com dificuldade em pagar suas contas, todos os demais setores acabam sendo prejudicados. É o comercio que deixa de vender, o município que deixa de arrecadar. Por isso, temos que nos unir, porque a situação é gravíssima”, comentou.

   Quem também se manifestou com preocupação foi o vereador Jaime Sens (PSDB). Para Jaime, os agricultores já deveriam ter se mobilizado a mais tempo. “A expectativa dessa safra era muito positiva. Há muito tempo não tínhamos uma cebola com tão boa qualidade, porem se o preço não ajuda, os valores movimentados não são suficientes. Minha preocupação, é que muitos agricultores não consigam capital para iniciar uma nova safra”, destacou.

   Claudinei Eyng, o Beleco do PMDB, sugeriu ainda que a administração estude a possibilidade de decretar situação de emergência econômica e financeira em apoio aos agricultores. “Esse decreto não serve apenas para situação de catástrofes climáticas, em apoio a todos os produtores, que movimentam nossa economia, seria válido esse decreto. Acredito que o documento poderia auxiliar inclusive os agricultores na hora da negociação das dívidas com as agencias bancárias”, finalizou.

Câmara de Vereadores de Ituporanga

Assessoria de Comunicação