Vereadores sugerem campanha para controle do borrachudo em Ituporanga

Uso da citronela poderia ser alternativa natural para combater o mosquito

Buscar alternativas e realizar campanhas para combater a proliferação do borrachudo no interior de Ituporanga. Esses foram os intuítos de uma indicação apresentada nessa semana na Câmara de Vereadores do município. A indicação foi assinada pelo vereador Jaime Roberto Sens (PSDB), e contou com o apoio dos demais vereadores.

Para o autor da indicação, a incidência do mosquito é grande nas comunidades do interior e é preciso que seja feita uma campanha de combate mais eficiente. De acordo com Jaime, um dos produtos utilizados no combate é o inseticida biológico, conhecido como Bacillum thuringiensis israelense (BTI), porem para ser eficaz, precisa haver uma campanha de aplicação mais organizada. “É preciso criar parceria entre as comunidades, já que o produto é aplicado no rio e a água passa de uma comunidade a outra, é preciso fazer o trabalho de forma simultânea”, explicou.

Recentemente com o apoio da Agencia de Desenvolvimento Regional de Ituporanga (ADR), foi feita a distribuição de uma certa quantia de BTI para que fosse feito o combate ao mosquito no município. Porem, apesar de serem instruídos para que a aplicação do produto fosse simultânea, o vereador Almir Schaffer (PMDB), lembrou que infelizmente nem todas as comunidades fizeram as aplicações. “O problema que eu vejo, muitas vezes os próprios agricultores vem pegar o produto e não aplicam. Sempre uso o exemplo de Rio Novo, lá eles tem uma pessoa responsável e as aplicações são feitas a cada 15 dias e o problema esta controlado”, comentou Schafer.

Quem também se manifestou sobre o problema foi o vereador Marcelo Machado (PP). Segundo o vereador progressista, existe um estudo que aponta  que a citronela pode ser utilizada como repelente natural contra o mosquito.  A planta que é perene, e se desenvolve durante todo o ano, é utilizada como principio ativo para os repelentes e o seu plantio em grande escala nas comunidades poderia diminuir a proliferação do mosquito. “Minha sugestão é que fizéssemos um estudo mais aprofundado sobre o assunto, e criássemos um projeto de lei para que poder público pudesse incentivar esse plantio”, concluiu.

O borrachudo é mais encontrado em áreas rurais onde há córregos e rios. A picada do inseto, além de dolorida, prejudica a reprodução animal pois diminui a produção de leite das fêmeas.